De barriga, Ganso faz o primeiro gol pelo Fluminense, que avança na Copa do Brasil

Enquanto a festa na vizinha Mangueira era em verde e rosa por causa do título do carnaval carioca, a celebração no Maracanã foi em verde e grená pela classificação do Fluminense à terceira fase da Copa do Brasil. O Tricolor derrotou o Ypiranga-RS por 3 a 0 em uma atuação tranquila, que foi marcada pelo primeiro gol de Ganso no Flu. O próximo adversário tricolor será o Luverdense.

A primeira bola que o meia mandou para as redes não foi em cobrança de falta, embora ele tenha batido uma com perigo no primeiro tempo. Tampouco foi com um toque de classe dentro da área, como na primeira finalização da partida. Por uma coincidência futebolística, coube a Ganso, aos 11 minutos do segundo tempo, iniciar o histórico de gols pelo clube com um toque de barriga, mesmo recurso adotado por Renato Gaúcho em 1995, no célebre título Estadual sobre o Flamengo, no mesmo estádio, informa o Extra.

– Um definiu o título para o Fluminense, e hoje eu pude ajudar na classificação. Conseguimos nosso objetivo, fizemos nossa obrigação, que era vencer – disse Ganso.

Muito mais do que o gol de Ganso, o terceiro do Flu na partida, foi interessante ver a movimentação e distribuição do jogo. Diante de um frágil Ypiranga, não houve tanta resistência assim, é bem verdade. Mas foi um passe do camisa 10, por exemplo, que desencadeou o segundo gol tricolor, anotado por Luciano. No segundo tempo, Ganso acabou substituído, reclamando de dores musculares na coxa esquerda — coisa de quem ainda busca a forma física ideal.

O fato mais inusitado da partida não foi a barrigada de Ganso, já sem goleiro diante de si, aproveitando a cabeçada do zagueiro Digão. A jogada mais bizarra se deu no primeiro “tijolo” da construção da vitória tricolor.

Se fosse treinado por Fernando Diniz, o goleiro Deivity jamais teria tentado rifar a bola após dominá-la com os pés depois do recuo do zagueiro. A tentativa precipitada de se livrar da posse esbarrou no esperto Luciano. Na sobra, Everaldo chutou para o gol vazio. Fácil, fácil.

07/03/2019