quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019
Inicio Famosos Carlinhos Maia ataca “ditadura gay” e causa polêmica

Carlinhos Maia ataca “ditadura gay” e causa polêmica

Carlinhos Maia não poupou críticas contra o que definiu como “ditadura gay”. Ele desabafou em seu perfil no Instagram, durante uma live no último domingo (3).

O comediante fez duras críticas dias após assumir sua homossexualidade e o noivado com o modelo Lucas Guimarães. Ele, inclusive, bateu de frente com o comentário de um seguidor nas últimas horas por causa do seu relacionamento.

“Eu via muitos gays dizendo ‘se assuma, saia do armário’. Coisa que os héteros não me pediam. Teve um tempo em que a ditadura começou a me machucar muito mais do que qualquer hétero”, desabafou.

O digital influencer disse ainda que muitos daqueles que comparecem em seus shows não são gays. “Nos meus shows, 90% que vão me assistir são héteros. Eu não vivo do ‘pink money’. E esses mesmos héteros família: pai, mãe, filho, vó, eles gritam o nome do Lucas em todo show”, declarou Carlinhos.

Maia, então, falou que não vai vestir ou usar o que for para agradar a “ditadura gay”. “Vocês não vão me ver botando saia, shortinho, salto alto e batom. E não julgo, cada um faz o que quer e é feliz. Mas eu sou um gay que gosto de ser homem”, afirmou.

Após as primeiras falas de Carlinhos, representantes e membros da comunidade LGBT o atacaram. “Com vocês Carlinhos Maia, a prova viva de que existe gay homofóbico, assim como existem gordos gordofóbicos e negros racistas”, anunciou um perfil no Twitter.

O humorista, horas depois, respondeu: “Enquanto houver gays vingativos, que pegam um trecho da minha fala e soltam no Twitter, os gays não serão respeitados (…) Enquanto houver guerra na nossa classe, jamais haverá amor e respeito”.

06/02/2019